Medos associados ao movimento e à dor

Listamos alguns medos que são comuns nas pessoas que têm dor persistente. Você pode reconhecer alguns deles*.

Tenho Medo de:

  • Dor
  • A seriedade da causa da dor
  • Não saber
  • Não ser acreditado
  • Não ser indenizado
  • Precisar de ajuda
  • Certos movimentos; qualquer movimento
  • Re-lesionar ou piorar
  • Diminuir a velocidade de cicatrização
  • Não ser capaz de trabalhar
  • Não ter nenhuma renda ou dinheiro
  • Não poder brincar com as crianças
  • Não tomar conta das crianças / pais
  • Não ser capaz de gerar filhos
  • Não ser capaz de manter a casa limpa
  • Fazer sexo
  • O jardim se torna uma selva
  • Não conseguir praticar esporte
  • Estalo na coluna (manipulação)
  • Colapso nervoso (pane nervosa)
  • Ficar velho
  • Ficar feio; Ficar acima do peso
  • Acabar numa cadeira de rodas
  • Dirigir; Não ser capaz de dirigir
  • O que os outros pensam; Perder amigos
  • Divórcio; Ficar sozinho
  • Terapias; Agulhas; Cirurgia; Cirurgia Mal-feita
  • Vício em drogas

*Extraído do Livro: Explicando a Dor, BUTLER, David; MOSELEY, Lorimer, 2003.

Todos os tipos de medo podem levar a pessoa que tem dor crônica para dentro de um ciclo de mais dor e incapacidade em virtude dos efeitos que o medo e o stress gerado por ele podem ocasionar. Algumas das informações que você recebe dos amigos, família, mídia e até de alguns profissionais podem contribuir para o medo. Dos medos listados, nem todos são relevantes para todas as pessoas com dor e se apresentarão de maneira variada em diferentes momentos.

A abordagem adequada com profissionais dedicados ao tratamento da dor crônica pode ajudar a sair desse ciclo.

Conheça mais sobre o Tratamento com Eletroterapia Biocontrolada e diminua os sintomas da sua dor que estão associadas aos seus medos.

 

Anúncios